Artesanato

Artesãos alagoanos comercializam mais de R$320 mil na Fenearte

Feira é considerada a maior da América Latina quando o assunto é difusão de saberes tradicionais e artesanato

A Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), realizada em Olinda/PE, considerada a maior feira de artesanato da América Latina, teve sua 20ª edição em 2019 e, mais uma vez, contou com o excelente desempenho dos artesãos alagoanos no último mês de julho. Ao todo, entre peças vendidas e encomendas, os participantes de Alagoas comercializaram mais de R$320 mil. As unidades produtivas, associações e mestres artesãos foram à Fenearte com o apoio do Sebrae por meio do projeto Brasil Original – Artesanato em Alagoas e coordenação local do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB).

Os participantes foram: Luart; Associação das Artesãs de Feliz Deserto; Associação das Artesãs do Pontal do Coruripe; Fernanda Ferro; André da Marinheira; Mestre Arlindo; Mestre Aberaldo; Jasson; Belasartes; Guilhermina artesanato e Fulô.A. Esta última, é a marca da empreendedora Ana Cristina, que levou para a Fenearte a nova coleção “Memórias de Bebedouro”, com peças de vestuário, acessórios e decoração.

Ana Cristina resumiu bem um pouco dos resultados conseguidos na Fenearte e o seu sentimento ao participar da feira: “a nossa participação na Fenearte foi o maior sucesso! Conseguimos vender mais de 70% dos produtos que levamos, além conseguir exportar para a Argentina. Também realizamos algumas entrevistas, podendo gerar futuros negócios. Nós voltamos renovadas! Se pudesse resumir tudo em uma só palavra seria gratidão em fazer parte da maior feira da América Latina. Através dela conseguimos trabalho para o resto do ano”, destacou.

De acordo com Marina Gatto, analista da Unidade de Comércio e Serviços do Sebrae em Alagoas, o trabalho feito com esses artesãos pelo Brasil Original também foi um dos fatores que contribuíram para que eles chegassem prontos para vender; já são preparados para o mercado, através de orientações em produtos e preço.

“Nosso trabalho por meio do projeto é gerar renda e uma vida melhor aos artesãos. Fazemos todo o planejamento individual e de grupo para acompanharmos o crescimento dos participantes. Esse resultado positivo da Fenearte é fruto de um trabalho intenso e a comprovação de que estamos no caminho certo”, concluiu Marina Gatto.

Sobre a importância do Sebrae ao oportunizar a participação da Fulô.A na Fenearte, Ana Cristina ressaltou: “o Sebrae teve uma importância sem tamanho nesse processo. Foi por meio do Brasil Original que lançamos nossa coleção. Assim, conseguimos passar no edital para a feira. Foram as peças criadas com a consultoria de moda que nos trouxe tamanha oportunidade, além dos diversos cursos de capacitação, desde a formação do produto até o atendimento ao cliente, o que nos proporciona tamanho sucesso”, finalizou.

A Fenearte é uma iniciativa do Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, realizado pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper).

Tags: Sebrae, Sebrae em Alagoas, alagoas