Coleta Seletiva

Catadores de materiais recicláveis de Campo Alegre celebram reforma do galpão da cooperativa

Espaço para cooperados ganhou novas baias cobertas, pintura, banheiro e escritório para reuniões

Para os membros da Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis do Município de Campo Alegre (CoopecMarca), a última quarta-feira (05), – data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente – também serviu para celebrar a reinauguração do galpão da sede após reforma com o apoio da Prefeitura. Novas baias devidamente cobertas, banheiro, escritório para reuniões, plantio de árvores e uma pintura nova deram uma cara diferente ao lugar. A cooperativa é um dos 14 núcleos de reciclados trabalhados em 10 municípios pelo convênio do Projeto Reciclados em Alagoas, assinado pelo Sebrae e pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh).

Rosilene dos Santos, presidente da CoopecMarca, comemora a conquista, ressaltando que a reforma trouxe mais dignidade para os 12 cooperados da sede e da base de Luziápolis, na zona rural do município.

“Essas mudanças trouxeram muitas melhorias para nós que trabalhamos todos os dias com isso. Antes, os materiais ficavam expostos, levando sol e chuva, o que fazia com que eles perdessem valor. Agora, temos um espaço mais digno para o nosso trabalho. Com o apoio de vários parceiros e nosso esforço, conseguimos tudo isso, além de uma prensa, que vai fazer com que o material tenha um preço melhor. Somos gratos ao Sebrae, à Prefeitura e à Semarh. Antes, no lixão, nosso trabalho era desumano; hoje, as coisas melhoraram muito.”, declara Rosilene.

A presidente também destacou a importância da ferramenta online Cooperarecicla (http://cooperalixo.net/), criada por estudantes de Campo Alegre para o cadastro de moradores que desejam destinar material reciclável para a cooperativa.

Leonardo Monteiro, secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Campo Alegre, lembrou que a prática da coleta seletiva tem feito com que o município economize com o transporte de resíduos para Craíbas (com a retirada de mais de 150 toneladas de materiais recicláveis), demonstrando que o fortalecimento da cooperativa faz com que todo mundo saia ganhando.

“É importante trazer dignidade para o trabalho das pessoas que, antes, viviam de catar no lixão. Conseguimos contribuir com essa estruturação deles para que pudessem se formalizar, ter um convênio firmado junto à Prefeitura. Quanto mais a gente conseguir tirar o material reciclável das ruas, das casas, o peso desse resíduo transportado será diminuído. É um trabalho de extrema importância para a Prefeitura, para os parceiros, para a população e para os catadores.”, ressaltou Leonardo.

De acordo com Ana Paula Dantas, analista da Unidade de Indústria (UIND) do Sebrae em Alagoas e gestora do convênio do Projeto Reciclados em Alagoas, a iniciativa viabiliza capacitações e consultorias para esse grupo, que tem se fortalecido com essa nova consciência gerada. A analista também reforça a união dos parceiros em prol das ações.

“A parceria entre instituições é fundamental. Se nós não tivéssemos unido esforços para implantar a coleta seletiva nos municípios, essa melhoria não teria acontecido. O investimento em coleta seletiva contribui com a limpeza da cidade, ajuda a preservar o meio ambiente e gera recurso para os catadores. Muitos deles saíram do lixão e tiveram a vida transformada. Esse é um grande passo. A reforma é uma vitória para todos nós, porque traz uma maior qualidade de vida para os cooperados. Estamos muitos felizes em ver o que está acontecendo aqui.”, celebra Ana Paula.

A próxima capacitação realizada será a de Separação de Reciclado e Manutenção Básica de Prensa Enfardadeira, que será aplicada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/AL) a partir do convênio. O grupo também deverá receber consultorias de acesso a mercado.

Com a reforma e as novas ações propostas, Elaine Melo, gerente de Resíduos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), já vislumbra os próximos passos desse trabalho em Campo Alegre.

“Nós já estamos na expectativa de que o município comece a fazer a coleta nas casas. Eles já fazem nos órgãos públicos e em grandes geradores de resíduos, mas ainda estão começando nas residências. Esse será um grande avanço para Campo Alegre. O convênio vai completar um ano e mostra que a gente acertou em fazer essa parceria com o Sebrae para trabalhar junto às cooperativas e ajudar a melhorar esses negócios.”, concluiu Elaine.

O Projeto Reciclados em Alagoas atua nos municípios de Arapiraca, Maceió, Marechal Deodoro, Piranhas, Delmiro Gouveia, Palmeira dos Índios, Quebrangulo, São Miguel dos Campos, Campo Alegre e Coruripe.

 

Tags: Sebrae, Sebrae em Alagoas, alagoas