Inspire-se

Espaço Sebrae leva programação para público que visitar a Bienal do Livro de Alagoas

Programação tem a missão de fomentar o empreendedorismo e os temas afins dentro da Bienal 2019

Inspire-se. Este é o nome dado ao Espaço Sebrae Alagoas na 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas que teve início na última sexta-feira (01), no bairro de Jaraguá, em Maceió. O espaço, que fica ao lado a Associação Comercial de Maceió conta com uma vasta programação até domingo (10), com oficinas, palestras, painéis, seminários, entre outros.

“O Sebrae procura sempre está dentro de eventos que incentivam a educação empreendedora e o empreendedorismo. Até domingo, temos uma programação com diversos temas. Hoje, tivemos aqui a Oficina de Criatividade, com a Adriana Gonçalves e em seguida um painel sobre ‘A importância da leitura no desenvolvimento da criatividade’, com os empreendedores criativos André Caracool e Elaine Lima”, lembrou Heitor Barros, analista da Unidade de Comércio e Serviços do Sebrae em Alagoas.

Para iniciar a programação do Espaço Sebrae, na tarde desse sábado (02), o público que se inscreveu participou da Oficina In Book – Criatividade, ministrada por Adriana Gonçalves, analista da Unidade de Gestão de Compras do Sebrae em Alagoas. Na oportunidade, a oficina foi baseada no In Book - Confiança Criativa, e tem o objetivo de despertar a criatividade nas pessoas. Adriana afirmou que um dos maiores impedimentos da criatividade é o medo de se expor e que quando isso acontece as pessoas se isolam e deixam de ser criativas.

“Nós temos a percepção, muitas vezes, que existe um grupo que é criativo e um grupo que não é, mas, de fato, a criatividade não é um dom e sim uma habilidade que pode ser desenvolvida ao longo da nossa caminhada. Durante toda a oficina nós trouxemos exemplos de coisas que foram melhoradas e de dificuldades encontradas, tudo isso através de ferramentas mostradas aqui”, explicou a analista.

Adriana ainda destacou a importância de trazer para a Bienal esta oficina. “Hoje, se nós pensarmos na questão educacional, que tem a ver com a Bienal, com cultura e conhecimento, nós percebemos que a nossa educação ainda segue um padrão, um modelo muito antigo. Isso impede que a criatividade seja trabalhada entre as crianças e adultos. O fato dessa oficina ter sido realizada aqui na Bienal é, justamente, para despertar e mostrar para as pessoas que elas podem ser mais criativas em seu dia a dia, seja no seu trabalho, nos relacionamentos, na sua casa, ou seja, em qualquer área da sua vida. Uma pessoa criativa vai muito mais longe, contribui mais para o mundo e torna leve sua caminhada. Por fim, temos que lembrar que todos nós somos criativos, só precisamos desenvolver isso”, frisou.

Quem estava entre os participantes da oficina foi Camila Marinho, fotógrafa e integrante do Projeto Redes Criativas do Sebrae em Alagoas. Ela disse que foi surpreendida positivamente com o conteúdo da oficina e que já consegue pensar de outra forma.

“A oficina foi sensacional. Me tocou bastante, principalmente, na questão da empatia e superação de medos. Saio daqui hoje com coragem de fazer coisas que antes eu não fazia, pois tinha medo e já imaginava os julgamentos das pessoas. Isso foi bastante trabalhado na oficina. Quando eu me inscrevi, pensei que fosse algo mais mecânico, mas não foi isso. Foi bastante prática e nos fez pensar bastante”, concluiu Camila.