Agronegócios

Maceió sediará o XIV Encontro Nordestino do Setor de Leite e Derivados

Evento, promovido pelo Sebrae em Alagoas, será realizado entre os dias 11 e 13 de setembro

O XIV Encontro Nordestino do Setor de Leite e Derivados (ENEL) será realizado em Maceió, de 11 a 13 de setembro, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso. A data foi confirmada durante a Oficina de Planejamento, realizada nesta sexta-feira (18), na sede do Sebrae em Alagoas, para discutir o formato a ser adotado no ENEL, bem como a composição de toda a programação, capacitações e palestras. Esta será a terceira vez que Alagoas recebe o ENEL. As outras duas foram nos anos de 2004 e 2011.

Na oportunidade, membros da Unidade de Agronegócios (UAGRO) do Sebrae em Alagoas e representantes de projetos do Sebrae que envolvem a cadeia do leite em estados como Bahia, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe definiram, entre outros tópicos, que o ENEL contará com oficinas de produtos lácteos, concurso de queijos e exposição de máquinas, equipamentos, insumos e embalagens.

Também durante a oficina, ficou definido que a XIV edição do ENEL terá o enfoque na bovinocultura de leite, caprinos e ovinos, inovação, tecnologia, mercado, políticas públicas para o segmento, transformação digital no agronegócio e sustentação hídrica.

A oficina ainda contou com a presença de representantes de instituições parceiras do Sebrae, como a Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/AL), o Ministério da Agricultura, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/AL) e a Cooperativa Pindorama.

Vania Britto, gerente da Unidade de Agronegócios (UAGRO), destacou que o XIV ENEL será um espaço para discutir as questões mais importantes que estão em ebulição no segmento do leite, entre elas, legislação, sanidade animal, vacinação do gado e outras novidades. A gerente ainda ressaltou a importância da união do Sebrae de outros estados do Nordeste e parceiros locais na construção do evento.

“Por natureza, os estados do Nordeste têm características muito semelhantes e, por isso, temos que nos fortalecer juntos. É importante unir forças com os parceiros, já que estamos em um momento de discussão da cadeia e com muitas coisas novas acontecendo. Vamos fazer um grande evento e trazer o que há de mais novo no segmento para, assim, poder contribuir com o desenvolvimento da cadeia e melhor posicionar a região, que tem produtos característicos, como o queijo coalho”, pontuou Vania.

Um dos participantes da oficina foi Acácio Brito, analista do Sebrae no Rio Grande do Norte e gestor do Projeto Leite e Genética. Segundo o colaborador, o ENEL será um ponto de encontro entre produtores, técnicos, fornecedores de máquinas, equipamentos e insumos, produtores de queijos e demais atores envolvidos na cadeia produtiva do leite.

“O Enel é de extrema importância para nós que trabalhamos com a cadeia do leite e seus derivados, pois sempre foi um ponto de encontro. Nas outras edições, tivemos discussões muito ricas. Hoje, por exemplo, temos uma difusão muito grande da importância da palma forrageira, e um dos fóruns que mais discutiu isso na região foi o Enel. Do ponto de vista técnico, entre os projetos do Sebrae, o Enel é uma excelente vitrine de intercâmbio de conhecimento, na qual teremos a oportunidade de mostrar o que tem sido feito em outros estados, vendo sugestões e transformando novas ideias em ações e projetos”, concluiu Acácio Brito.

 

Tags: Sebrae, Sebrae em Alagoas, alagoas