Mercado

Negócios de Impacto Social são discutidos por grupo de atores no Sebrae em Alagoas

Encontro foi marcado pela apresentação de pesquisas e ações já desenvolvidas pela instituição

Inovar é resolver problemas sociais. Sabendo disso, o Sebrae em Alagoas promoveu, na manhã desta terça-feira (15), em sua sede, em Maceió, o primeiro encontro do ‘Ecossistema de Negócios de Impacto Social’, grupo de atores que tem como objetivo criar um ambiente favorável ao desenvolvimento e gerações dos negócios de impacto social e ambiental no estado. 

Na oportunidade, foi apresentado o resultado de uma pesquisa realizada nos municípios de Maceió, Arapiraca, Delmiro Gouveia e Penedo, que teve o intuito de ouvir, descobrir e mapear sobre o conhecimento das pessoas acerca do tema negócios de impacto social e ambiental. Também foram apresentadas as ações desenvolvidas pelo Sebrae no biênio 2017/2018

Ronaldo Moraes, diretor técnico do Sebrae em Alagoas, destacou que a proposta é concentrar esforços para estimular, atender e apoiar os pequenos negócios que buscam agregar uma nova dimensão ao ambiente empresarial, bem como despertar uma nova consciência social, respondendo a problemas concretos do cenário econômico e social do estado.

“Alagoas é um estado que avançou em diversas áreas como, por exemplo, segurança, infraestrutura, na própria questão da mortalidade infantil, educação e outras. No entanto, na questão de emprego há muitos anos não existe um desenvolvimento e um crescimento econômico. Muitas pessoas necessitam de alternativas e de serviços que cheguem com preços e formatos mais adequados à sua realidade. Isso abre uma série de oportunidades e a gente precisa despertar o empreendedorismo social, para que dê respostas a essas demandas da sociedade. Nós não estamos só trabalhando o social, estamos trabalhando o econômico, pois atender às necessidades sociais também é uma grande oportunidade de negócio”, afirmou Ronaldo.

Iniciando a programação do encontro, Valéria Barros, coordenadora do macrossegmento Negócios de Impacto Social e Ambiental do Sebrae Nacional apresentou uma pesquisa sobre o ‘Cenário Nacional dos Negócios de Impacto Social e Ambiental’. “A pesquisa tem como objetivo conhecer as necessidades e o perfil de empreendedores e potenciais empreendedores envolvidos em negócios de impacto social e ambiental. A partir dos dados levantados, apontamos lacunas e oportunidades com a perspectiva de contribuir para ações inovadoras que venham potencializar a competitividade dos pequenos negócios de impacto social e ambiental. Com isso, o Sebrae entende que negócios de impacto social vão além de oferecer produtos e serviços a custo acessível à população da base da pirâmide”, explicou Valéria.

Em 2019

Com o lema ‘Entre ganhar dinheiro e fazer o bem, fique com os dois’, os negócios de impacto social chegam com força máxima no Sebrae em Alagoas este ano. A proposta é mostrar essa possibilidade e abordar questões relacionadas ao ecossistema empreendedor, motivando e fortalecendo um grupo de parceiros para que se conectem, proponham e cobrem políticas públicas, priorizando esse tipo de negócio.

O mapeamento provou que as ações desenvolvidas pelo Sebrae já estão no caminho certo. Com isso, o grupo de ecossistema se reunirá sempre nas últimas terças-feiras de cada mês, na sede do Sebrae, em Maceió. Além disso, terão reuniões nos escritórios regionais, para a discussão de pautas e agendas de capacitações.

Outra novidade é que na Feira do Empreendedor de 2019, que será realizada de 22 a 25 de maio, haverá uma capacitação sobre negócios de impacto social para os agentes de desenvolvimento, além da apresentação de casos de sucesso de todo o Brasil. Por fim, ao longo do ano, também haverá uma grande Maratona Social

 

Tags: Sebrae, Sebrae em Alagoas, alagoas