Economia criativa

Oficina no Circuito Penedo de Cinema destaca papel do produtor executivo no audiovisual

Instrutora abordou temas como prestação de contas e contratação, apresentou modelo de planilha de orçamento da Ancine e deu dicas de como cuidar da equipe

Seguindo a programação do Circuito Penedo de Cinema, o Sebrae Alagoas realizou a oficina remota ‘Planejamento de produção audiovisual: o papel do produtor executivo’, finalizada na noite de quarta-feira (24). A oficina foi ministrada por Mylena Mandolesi, diretora de produção e atendimento por 20 anos para agências e clientes como R/GA, Google, Magazine Luiza, Coca-Cola, Microsoft, Absolut e Riachuelo.

Mylena Mandolesi abordou temas como prestação de contas e contratação; apresentou o modelo de planilha de orçamento da Ancine; dicas de como cuidar do entorno e da equipe e ainda falou sobre diversidade de gênero, de raça, sustentabilidade das produções, responsabilidades e exemplos práticos de como criar um orçamento.

“Cada processo tem um peso no orçamento, seja no desenvolvimento, na pré-produção, nas filmagens, na desprodução, pós-produção e distribuição. Na filmagem, por exemplo, quase todo mundo está no set. Isso sai caro, porque além da equipe, tem a luz, direção de arte, atores, comida, transporte. Sempre é a parte mais cara do processo. Pós-produção, em alguns casos, pode até beirar a filmagem, principalmente quando tem efeitos especiais, compra de trilha sonora. Acabam se equivalendo, em alguns casos”, afirma.

Ela também destacou a média de valores por tipos de obras (longa, curta, série, documentário etc), entre baixo, médio e alto orçamento e como criar um orçamento levando em consideração o valor do projeto, valor por semana e valor por diária. Mylena enfatizou que é importante sempre deixar os valores claros e ‘brifar’ bem a equipe.

“É explicar o trabalho e dizer o valor aos profissionais, brifar bem as pessoas. Mas é explicar bem como será, quem é o cliente, onde será veiculado, quantas diárias, quem é o diretor, roteirista, diretor de fotografia. Às vezes é uma equipe a qual você já trabalhou e já conhece bem. É essencial passar isso para quem está orçando, sempre respeitar o fluxo de caixa e ter boa relação com o cliente, com o pagador”, pontua.

Outros tópicos tratados foram o papel do produtor executivo, formas de pagamento, emissão de nota fiscal MEI, ME, recibo e cupom fiscal, bem como a prestação de contas. Também foram tratadas as opções de rentabilizar o projeto, separando sempre o projeto maior em miniprojetos, como na parte de transporte, pagamento de passagens aéreas, custos com malas, translado, despesas de produção, despesas administrativas.

“Um orçamento saudável é aquele que você olha todos os dias mesmo que nada tenha sido lançado. Sempre aconselho ter encontros com o produtor para discutir isso. Em uma hora conto o que vai acontecer na semana, o que vou precisar dele na semana, quais pagamentos vão acontecer e mostro como está o orçamento. Mesmo que o dinheiro não seja público é importante fazer isso. A prestação de contas acontece o tempo inteiro com o produtor e com a equipe”, enfatiza.

Um dos participantes foi Luiz Henrique Carvalho, produtor independente e que está iniciando no segmento audiovisual. “A oficina foi fantástica e iniciativas como essa do Sebrae, com capacitações gratuitas, contribuem muito para formação de novos profissionais do mercado audiovisual. De forma clara, Mylena conseguiu destacar os pontos-chave da produção executiva, além de dar indicações de filmes, livros, e exemplos práticos da vida real que ajudam muito um iniciante na área. Tudo de bom”, resume.

A produtora Bianca Brunet também falou sobre a importância da oficina para os realizadores. “A oficina foi de grande importância, principalmente para uma galerinha que está iniciando seus projetos agora. A Mylena conseguiu destacar os pontos principais para dar início nessa jornada tão importante que é a produção executiva. Sem a produção executiva e a execução certa da mesma fica difícil funcionar e dar certo algum projeto. Gratidão pelos ensinamentos e referências”, conclui.

Segundo a analista da Unidade de Soluções e Inovação do Sebrae Alagoas, Débora Lima, a oficina trouxe um conteúdo técnico essencial ao sucesso dos negócios audiovisuais.

“Pela primeira vez, trouxemos a oficina de produção executiva com o objetivo de apresentar e detalhar o trabalho do planejamento de produção para projetos audiovisuais para TV e cinema, tanto em projetos com recursos de leis de incentivo como também por verba direta de marketing ou streaming. Assim, o Sebrae busca trazer esta formação no intuito de qualificar melhor os empreendedores para ganho de competitividade no segmento audiovisual”, finaliza.

Sobre o evento

Da junção de quatro consagrados eventos do cinema alagoano nasceu o Circuito Penedo de Cinema, que a cada edição aprofunda o saber por meio de oficinas, conferências e mesas-redondas, além de apresentações artístico-culturais. Composto por três festivais competitivos, mostras não-competitivas e pelo 11º Encontro de Cinema Alagoano, o evento resiste a favor da promoção do cinema brasileiro, sempre em diálogo com a educação. Em 2021, o Circuito Penedo celebra 11 anos de história, com programação híbrida (on-line e presencial), abrangente e gratuita.

Nesta edição, em homenagem ao centenário do patrono da educação brasileira, Paulo Freire, tem como tema central o cinema e a educação como instrumentos para a garantia da liberdade. Nesse sentido, o Circuito propõe pensar a política e a pedagogia através do cinema, ao tempo que reconhece essa junção muito potente diante dos impasses dos últimos anos, agravados pela pandemia e pelas dificuldades a que foram submetidos os setores audiovisual, da cultura e da educação.

A programação completa do Circuito Penedo de Cinema pode ser conferida no site https://circuitopenedodecinema.com.br/.

O Circuito Penedo de Cinema é uma realização do Instituto de Estudos Culturais, Políticos e Sociais do Homem Contemporâneo (IECPS), da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), com patrocínio do Sebrae Alagoas, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) e da Prefeitura de Penedo.

Assessoria de Imprensa do Sebrae Alagoas

Débora de Brito: (82) 99162-5416